Eu e Minhas Teorias: As 5 Camadas

Perdeu-se no tempo um prazer que eu tinha que era o de criar teorias sobre o comportamento humano e a sociedade. Parei de fazê-lo por achar pretensioso. De certa forma, em uma jornada na busca pela compreensão do meu ser, deparei-me novamente com essa brincadeira. E naturalmente surgiu uma teoria que compartilho com vocês, na versão mais crua tal qual como eu pensei. É bem possível que eu tenha absorvido essas informações de outro lugar, mas não recordo onde. E também não importa.

As 5 Camadas do Ser

5CamadasDoSer

1. Núcleo: a área mais profunda do ser, de onde toda energia é emanada. É nela onde há os sentimentos e verdades mais pessoais e honestas, que você não compartilha com ninguém e possivelmente nem você tenha consciência. É o que você verdadeiramente é, incluindo o que você tem de bom e de mau. Em silêncio e meditação profunda, você pode conhecer o que há ali. É um mistério em uma mistura de luz e sombra, mas de fora vista como uma zona negra desconhecida

2. Área Íntima: É o máximo onde um terceiro pode chegar. É a área onde está aquelas coisas estranhas ou profundas que você expõe somente para pessoas super seletas, às vezes até inconscientemente. Não é uma área bonita, pois não há muitos filtros e portanto expõe coisas ruins suas. É uma área bastante sensível devido a sua proximidade com o Núcleo. Então, o que é exposto dessa área, se for atacado, eu entendo como um ataque direto ao meu ser. É estranho. Há muita coisa boba nessa região, mas que de certa forma tem um apelo e conexão íntima comigo muito forte. Algo que eu não compreendo. Mas são coisas “minha e somente minhas”. E todos temos isso e todos devemos aceitar isso.

3. Área Pessoal: uma área onde inclui eventos e situações pessoais que ocasionalmente podem ser expostas ao mundo ou que não são necessariamente “segredos”, porém devem ser preservados. Inclui coisas como “o que eu gosto de fazer”, “quantas horas de sono eu tenho”, e opiniões pessoais. É a sua vida pessoal mais próxima. Sua família e alguns de seus amigos talvez conheçam algumas regiões dessa área. A partir daqui, muita coisa passa a ser ocultada, pois você não quer trazer para sua vida pessoal o lado mau que você tem nas áreas mais internas.

4. Persona Exposta: é como eu sou sem máscaras em um ambiente social agradável. Demonstra tudo aquilo que eu permito ser demonstrado e que é saudável demonstrar, porém sem muita preocupação em ocultações e com a devida distância de camadas mais íntimas. Poderia chamar essa camada de “Camada do Ego”, pois é onde o ego seleciona precisamente o que quer demonstrar ou não, incluindo algumas maquiagens. Por exemplo, se eu gosto de humor negro, pode não ser conveniente ir tão longe nesse tipo de piada e por isso só vou mostrar um pouco desse gosto nessa camada.

5. Personas Sociais Fabricadas: as personalidades que fabrico para ocasiões e pessoas diferentes. Por exemplo, em um ambiente estranho eu vou usar uma dessas “personas fabricadas” até saber o quanto posso expôr de mim e se quero expôr algo de mim, ocasionalmente transitando para a “persona exposta”. Ou vai dizer que você age da mesma forma com seus amigos, sua namorada, seu chefe, o Padre, sua avó ou os estranhos na rua?

Observe como as camadas externas englobam as camadas internas. Ou seja, mesmo uma “persona fabricada” vai trazer elementos de todas as camadas inferiores.

A importância que deve em minha reflexão chegar a essa conclusão, foi que permitiu “me mapear” e entender o lugar de cada sentimento e também buscar a compreensão sobre terceiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s